Política | 04-12-2004 10:27

PCP critica "desinvestimento" na região

A deputada do PCP eleita pelo distrito de Santarém criticou o Orçamento de Estado proposto pelo Governo, considerando-o um "orçamento de instabilidade". Luísa Mesquita, que falava numa conferência de imprensa na sexta-feira ao fim da tarde, sublinhou que no Plano de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) para 2005 há um desinvestimento do Estado na região. Luisa Mesquita criticou o facto da maioria PSD-CDS/PP não ter aceite nenhuma das propostas do PCP para investimentos na região. Propostas que, considerou, "não são eleitoralistas", até porque muitas delas foram promessas dos anteriores governos (PS e PSD). Como exemplos deu o Centro de Saúde de Santarém, os quarteis da GNR de Pernes (Santarém) e Alcanena, que ainda não arrancam em 2005. Para a esquadra da PSP de Torres Novas, salientou, estão inscritos cerca de 14 mil euros. Verba que "nem para o projecto deve chegar". Luisa Mesquita referiu-se ainda a uma rubrica do PIDDAC desiganda de obras municipais, com um montante de 14 milhões de euros, que, ressalvou, ninguém sabe para onde vão nem a que se destina. E sublinhou que este valor deve servir para o lançamento de obras antes das eleições autárquicas, como forma de campanha.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo