Política | 31-12-2004 10:50

Negócio da sucata levanta dúvidas em Vila Franca

Os comunistas consideram exagerados os valores propostos pela empresa de sucata que vai recolher, armazenar e destruir os veículos abandonados no concelho de Vila Franca de Xira.Os três vereadores da CDU abstiveram-se na votação da proposta de protocolo a assinar com a empresa JBS-Comércio de Bens Usados, Unipessoal, Lda. A proposta foi aprovada pelos restantes vereadores do PS e PSD.Alves Machado (CDU) defendeu que a maior fatia das receitas das taxas aplicadas deve reverter para a câmara e não para a empresa. A presidente, Maria da Luz Rosinha referiu que o município não tem nenhum espaço com condições para o efeito e frisou que o protocolo foi o resultado de mais de dois anos de negociações. Rui Rei (PSD) votou a favor do projecto e considerou que a câmara não pode querer ficar com o dinheiro sendo a empresa que investe na montagem da estrutura e assume os custos para a colocar a funcionar. “Se a câmara quer ficar com a receita que faça um parque”, referiu.O novo regulamento municipal de recolha de viaturas abandonadas e em fim de vida entra em vigor a 1 de Janeiro e a autarquia já tem uma funcionária preparada para acompanhar estes processos.Mais desenvolvimentos na edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo