Política | 21-02-2005 00:19

PS vence eleições com maioria absoluta

O Partido Socialista (PS) venceu as eleições legislativas realizadas este domingo, garantindo a maioria absoluta dos deputados eleitos à Assembleia da República.O PS obteve 2.571.761 votos, 45,04 por cento do total, quando está feito o escrutínio em 4.250 freguesias e falta apurar o resultado de apenas 2 freguesias e contabilizar os votos da emigração.Os socialistas conquistaram 119 deputados dos 226 mandatos em disputa, faltando apurar os 4 deputados que representam os círculos da emigração.Face às eleições legislativas de 2002, o PS obteve mais 515 mil votos e mais 24 deputados.O Partido Social Democrata (PSD) perdeu 542 mil votos nas eleições de hoje, face às anteriores legislativas, caindo de 40,15 para 28,7 por cento dos votos expressos, o que se traduz na perda de 29 deputados.A Coligação Democrática Unitária (CDU) passou a ser a terceira força política, com 7,57 por cento dos votos, registando uma subida face aos 6,97 por cento registados em 2002.Em valores absolutos, a CDU obteve mais 53 mil votos, o que lhe permitiu aumentar o número de mandatos de 12 para 14.Inversamente, o CDS-PP caiu, passando do terceiro para o quarto lugar, com 7,26 por cento dos votos, contra os 8,75 por cento registados nas anteriores legislativas.O CDS-PP perdeu mais de 60 mil votos e 2 deputados.O Bloco de Esquerda (BE) foi o partido que mais cresceu, de 2,75 por cento há três anos para 6,38 por cento hoje, quase triplicando o número de mandatos, de 3 para 8.Em número de votos, o BE obteve mais quase 115 mil do que nas últimas legislativas, chegando aos 364.296.Os dados disponibilizados pelo Secretariado Técnico dos Assuntos para o Processo Eleitoral (STAPE) indicam que votaram 65 por cento dos 8.784.702 eleitores inscritos, traduzindo uma afluência superior à de 62,34 por cento registada em 2002.A abstenção foi de 35 por cento.Os votos brancos representaram 1,81 por cento do total e os nulos 1,12 por cento.As duas freguesias que falta apurar e onde hoje ocorreram boicotes eleitorais, Germil (Ponte da Barca) e Soito (Sabugal), não vão repetir a votação por estar concluído o processo de atribuição de mandatos de deputados nos distritos de Viana do Castelo e Guarda.De acordo com a lei eleitoral, não haverá repetição de eleições se o resultado de uma nova votação for indiferente para a atribuição de mandatos de deputados.No caso dos distritos de Viana do Castelo (a que pertence Germil, concelho de Ponte da Barca) e da Guarda (Soito, concelho do Sabugal) está concluído o processo de atribuição de mandatos, pelo que não haverá lugar a repetição da votação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo