Política | 17-10-2006 17:48

Oposição convoca assembleia extraordinária em Tomar

Os partidos da oposição na Assembleia Municipal de Tomar – PS, CDU, BE e Independentes por Tomar – convocaram uma reunião extraordinária daquele órgão municipal, situação que segundo referem não acontecia no concelho desde 1987, há 19 anos.A assembleia extraordinária tem dois pontos na ordem de trabalhos. O primeiro é a apreciação da execução, por parte da câmara municipal, da implementação das actividades curriculares do primeiro ciclo e da deliberação da assembleia municipal de 13 de Janeiro deste ano, relativa ao funcionamento do Conselho Municipal de Educação e da elaboração da carta educativa concelhia.No ponto dois, os subscritores da convocatória querem apreciar a execução de várias deliberações da assembleia, entre as quais as que se referem ao regulamento e funcionamento dos transportes urbanos de Tomar, à promoção da cultura gastronómica do concelho e ao fundo de apoio ao investimento das micro empresas em Tomar, bem como à criação de um sistema de apoio ao investidor.PS, CDU, BE e Independentes por Tomar requerem ainda vária documentação de suporte, essencialmente legislação e deliberações camarárias. O requerimento para a marcação da assembleia extraordinária foi entregue no dia 13 deste mês e terá de ser realizada no prazo de 15 dias a contar dessa data.Recorde-se que a lei prevê que um terço dos membros da assembleia municipal ou grupos municipais com igual representação possam requerer a convocação de uma assembleia extraordinária. No caso de Tomar, a oposição tem 18 deputados municipais contra 19 do PSD, que tem maioria absoluta na assembleia e na câmara municipal.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo