Política | 22-02-2008 07:55

Eleições antecipadas após demissão no PSD do Cartaxo

A presidente da comissão política concelhia do Cartaxo do PSD, Luísa Pato, entregou um pedido de eleições antecipadas à concelhia do partido com o objectivo de acertar o calendário do próximo mandato de dois anos com as eleições autárquicas que se realizam em 2009. O pedido entregue ao presidente da mesa de assembleia-geral, Vasco Cunha, põe fim a cerca de ano e meio de mandato que ficaria concluído em Setembro. As eleições estão marcadas para 24 de Março mas Luísa Pato não desvenda se é recandidata.“Sempre afirmei que o principal objectivo era levar esta comissão política até ao segundo mandato e nunca dei a garantia de que me iria recandidatar. Vou analisar calmamente a situação e decidir”, referiu Luísa Pato a O MIRANTE. Acrescenta ser importante começar a definir os candidatos do partido aos diferentes órgãos autárquicos no concelho. Para a líder demissionária da concelhia o mandato não foi fácil de gerir, especialmente devido ao desgaste provocado pelos “desencontros” com os dois vereadores do PSD no executivo municipal, Manuela Estêvão e Manuel Jarego. “Tentámos manter o contacto com os eleitos locais como qualquer concelhia faria e tivemos uma tomada de posição saliente com o chumbo e posterior aprovação do orçamento para 2008”, sublinha a ainda líder da comissão política concelhia. Sobre as eleições na concelhia do PS, que deram a vitória a Paulo Caldas sobre Pedro Ribeiro, Luísa Pato constata que qualquer vencedor representaria o PS local e que o resultado é “indiferente para o PSD”. As listas às eleições no PSD/Cartaxo podem ser apresentadas até à véspera do sufrágio.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo