Política | 21-07-2008 09:04

Louçã contesta abate de sobreiros para nova prisão no concelho de Almeirim

O líder do Bloco de Esquerda contestou o abate de sobreiros no concelho de Almeirim, para a construção de um Estabelecimento Prisional (EP), questionando ainda o futuro dos terrenos do EP de Lisboa.Durante uma visita ao terreno onde vai ser construído o futuro Estabelecimento Prisional de Lisboa e Vale do Tejo, em Paço dos Negros, concelho de Almeirim, Francisco Louçã contestou o abate de “algumas centenas ou alguns milhares de sobreiros”.“O que é espantoso neste caso da construção da nova prisão é que nós temos um governo que é chefiado por um ex-ministro do Ambiente e há leis que se aplicam em Portugal, excepto para as decisões do Governo”, referiu no domingo o líder do Bloco de Esquerda, acrescentando que “não se pode tomar decisões a pontapé, que é como o governo tem feito”.Francisco Louçã realçou que “a lei impede que se destruam sobreiros sem que sejam replantados, no entanto, numa zona que corresponde a 40 campos de futebol, o Estado quer destruir toda esta população de sobreiros, porque tem um projecto para colocação, aqui, da nova prisão”“Há cinco anos atrás, o Estado e a União Europeia pagaram a replantação de sobreiros nesta grande área de Almeirim, cinco anos depois, o governo decide destruir aquilo que criou e, contra a vontade das populações e contra a sua própria legislação, abater algumas centenas ou alguns milhares de sobreiros”, detalhou.O líder do Bloco de Esquerda apelou a uma “democracia de responsabilidade”, justificando que “decisões destas não se podem tomar às escondidas, num gabinete do Ministério da Justiça, ou da Câmara Municipal ou de uma Junta de Freguesia”.Louçã questionou ainda o destino dos terrenos do EPL."É preciso saber o que vai acontecer a uma zona, no cimo do Parque Eduardo VII”, aludindo ao Estabelecimento do Prisional de Lisboa, que “pode ser o pasto de grandes projectos de construção imobiliária”.Apesar de ter sido chumbada, na sessão da Assembleia Municipal de Almeirim 27 de Junho, uma proposta para a realização de um referendo local sobre o projecto de construção do estabelecimento prisional de Lisboa e Vale do Tejo, na Herdade dos Gagos, o líder do Bloco de Esquerda reiterou a necessidade de ser “consultada a população”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo