Política | 06-05-2009 07:29

Presidente da junta de Valada desiludido com a demora no saneamento

O presidente da Junta de Freguesia de Valada, Manuel Fabiano (PS), mostrou-se desiludido e insatisfeito na última sessão da assembleia municipal com o que considerou ser o esquecimento da Câmara do Cartaxo em relação aos problemas de saneamento básico da sua freguesia. O autarca referia-se ao facto de a sua freguesia não vir mencionada numa moção apresentada pelo grupo socialista a propósito da adjudicação das estações de tratamento de águas residuais de Vale da Pedra/Casais Lagartos, Lapa/Ereira e Pontével/Vale da Pinta. “Setenta por cento da freguesia de Valada não tem saneamento básico, como Porto de Muge e Reguengo”, acrescentou Manuel Fabiano. O deputado Pedro Barata (PSD), que é presidente da Assembleia de Freguesia de Valada, lembrou que mais uma vez o PS não soube colocar numa moção os problemas que se colocam na freguesia. O vice-presidente da autarquia, Francisco Casimiro (PS), lembrou que o atraso na adjudicação e arranque das obras nas ETAR foi devido à cedência de posição nos processos da Comunidade Urbana da Lezíria do Tejo para a Câmara do Cartaxo. “As obras vão ser efectuados no âmbito da concessão municipal das águas e do saneamento básico”, acrescentou. Na votação da moção socialista, Manuel Fabiano absteve-se, em conjunto com os eleitos da CDU, BE e PSD. Os deputados do PS votaram a favor enquanto Pedro Barata foi o único a votar contra.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo