Política | 08-09-2010 16:32

Bloco e PSD questionam Governo sobre encerramento da ponte em Constância

O Bloco de Esquerda (BE) quer que o Governo defina a reabilitação e reabertura ao tráfego rodoviário da ponte sobre o Tejo na zona de Constância, encerrada desde Julho por razões de segurança, como um investimento prioritário, assegurando a sua gestão e manutenção.Em requerimento entregue na Assembleia da República, o BE considera que a ponte, que assegura a travessia do rio Tejo entre os concelhos de Constância e Vila Nova da Barquinha, “é fundamental para o quotidiano dos dois municípios e para a actividade económica da região”, sendo atravessada, até há poucos meses, por cerca de 4000 veículos por dia.José Gusmão, deputado eleito pelo círculo de Santarém, disse que o objectivo do requerimento é “obter uma posição da Assembleia da República (AR) no sentido de recomendar ao Governo que o investimento na requalificação daquela travessia seja considerado prioritário na agenda do Ministério das Obras Públicas”.No projecto de resolução, o BE lembra ainda que, “desde 2006, quando a Estradas de Portugal, após uma inspecção, atribuiu à ponte o grau 4 de perigosidade, é sabido que aquela travessia precisava de obras de reabilitação, que foram, no entanto, sucessivamente adiadas”.Também o PSD dirigiu um conjunto de perguntas ao Ministério das Obras Públicas onde recorda também o “transtorno inaceitável” causado pelo fecho da ponte e os prejuízos económicos e sociais daí decorrentes. Os deputados Vasco Cunha e Carina João, eleitos pelo círculo de Santarém, querem saber quais as diligências tomadas para minimizar os inconvenientes causados às populações e se está a ser equacionada alguma alternativa imediata que permita dar resposta aos utilizadores, bem como em caso de emergências e socorro. Questionam ainda quando se prevê abrir a ponte ao trânsito.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo