Política | 06-12-2010 11:10

PSD de Ourém precisa de um milagre para se regenerar

Lutas internas no PSD de Ourém depois de João Moura ter afirmado recentemente, numa reunião da concelhia, que será candidato a deputado pondo em causa a liderança de Natálio Reis que aceitou agarrar no partido depois da estrondosa derrota nas autárquicas.O actual presidente da Concelhia do PSD de Ourém, Natálio Reis, tem o partido ao colo totalmente dependente da sua paciência para continuar a suportar as divisões internas. A derrota nas autárquicas desorganizou as hostes e quem fala mais alto no partido é quem nesta altura tem mais importância. Nos últimos dias João Moura voltou a aquecer a vida interna do PSD de Ourém ao afirmar numa reunião da concelhia que ia ser candidato a deputado nas próximas eleições legislativas fosse contra quem fosse. A sua posição, numa altura em que as eleições legislativas podem estar a três anos de distância, foi vista como uma forma de marcar terreno e de afirmar a sua liderança pessoal.O MIRANTE sabe que Natálio Reis está na iminência de bater com a porta e causar rupturas no partido de forma a reunir as hostes, mais uma vez, depois da derrota autárquica. O facto de os actuais vereadores na câmara não terem voz na concelhia, e de João Moura, na qualidade de líder da bancada da assembleia municipal, estar a marcar terreno à margem das decisões do órgão dirigido por Natálio Reis, só pode causar rupturas, diz uma fonte do PSD local.João Moura não é só criticado por querer ser candidato a deputado e por estar a impor o seu nome nesta altura, mas acima de tudo por não se disponibilizar para candidaturas autárquicas. “O normal era que ele se disponibilizasse para trabalhar no sentido de levar o PSD a reconquistar a confiança dos eleitores do nosso concelho, e não que se esteja já a pendurar numa candidatura a um lugar de deputado”, desabafou um militante que embora faça parte dos órgãos dirigentes está a afastado destas guerras pelo poder.Embora os actuais vereadores, Vitor Frazão e Luis Albuquerque, não manifestem publicamente o mau estar por saberem que o líder da Assembleia Municipal anda a perfilar-se para o lugar de deputado, disputando um lugar que deve ser ganho com trabalho e não com conversa, Natálio Reis pondera demitir-se porque assumiu a responsabilidade de unir o partido. Com o líder da bancada da Assembleia em guerra surda com os vereadores não augura nada de bom para o futuro do PSD em Ourém, que aparentemente, precisa de um milagre para se regenerar.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo