Política | 08-12-2010 18:28

Concelho de Tomar “precisa de apoio rápido e urgente”

A Comissão Política Concelhia de Tomar do PSD defendeu hoje que o concelho “precisa de apoio rápido e urgente” devido à “catástrofe” de terça-feira, considerando que para “situação extraordinária, medidas extraordinárias”. Num comunicado hoje emitido, o PSD/Tomar sustenta que as consequências do tornado não serão resolvidas com “os parcos recursos das autarquias, das empresas e populações afectadas, nem tão pouco com as indemnizações dos seguros ou eventuais apoios do IAPMEI [Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação], geralmente demorados e pouco acessíveis”.No mesmo documento, o PSD/Tomar sublinha a necessidade de serem desencadeados “apoios e incentivos, que devolvam a normalidade ao concelho de Tomar, com medidas objectivas, imediatas e a curto prazo, que permitam reconstruir as zonas afectadas em termos de edifícios, vias de comunicação e infra-estruturas”.Por outro lado, referiu a necessidade de serem “criadas condições para que as empresas possam retomar a suas actividades, tendo em vista a manutenção dos empregos e a minimização de eventuais problemas sociais”.Reconhecendo que “a dimensão dos danos ultrapassa as capacidades da Câmara Municipal de Tomar, das entidades e populações envolvidas”, o partido assegura que “sem apoio do Governo” não há “qualquer hipótese de repor a normalidade”.Para o PSD, além do Fundo de Emergência Municipal, já accionado pelo Governo, é preciso “apoio do Ministério da Educação” para a reabertura do jardim escola João de Deus e a “criação de linhas de crédito bonificado rápido e incentivos fiscais, de apoio às empresas afectadas”.“Espera-se que o Governo, além da vontade da ajuda anunciada, crie verdadeiras condições, para que o apoio seja adequado, eficaz e atempado, com calendários que resolvam as situações de imediato e sem retorno”, acrescenta o comunicado da Concelhia de Tomar do PSD.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo