Política | 07-12-2011 12:57

Vereadores do PSD na câmara de Ourém acusados de andarem a perguntar o que já sabem

O presidente da Câmara Municipal de Ourém, Paulo Fonseca (PS) considera que alguns requerimentos apresentados pelos vereadores do PSD, um dos quais é Vítor Frazão, ex-presidente do município derrotado nas última eleições autárquicas, são "mesquinhos" e "cirurgicamente feitos para levantar suspeitas e dar trabalho". As declarações foram feitas a propósito de perguntas colocadas pelos mesmos ao executivo, relativas aos vencimentos de alguns funcionários municipais e administradores da Empresa Municipal (E.M.), bem como à atribuição de viaturas de serviço."Apesar de todas as nomeações dos Conselhos de Administração das E.M., com a indicação dos nomeados e respectiva base remuneratória terem vindo a reunião de Câmara, como é de lei, os vereadores do PSD vêm agora indagar sobre as mesmas como se ainda ontem aqui tivessem chegado", declarou o autarca, no decurso da primeira reunião pública de Novembro, realizada no dia 2.Paulo Fonseca que respondia a um requerimento feito a 18 de Outubro por Luís Albuquerque e Vítor Frazão que também incluía perguntas sobre os vencimentos de alguns funcionário municipais e sobre a atribuição de viaturas no município realçou "o incómodo de estar numa reunião a ler os valores de salários" que não são segredo, uma vez que constam da tabela de remunerações da função pública. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo