Política | 18-12-2011 09:12

Situação financeira da Câmara de Azambuja é “gravíssima”

A câmara de Azambuja vai apresentar na próxima semana o orçamento para o próximo ano mas já existe uma certeza: a situação financeira da câmara é “gravíssima”, dizem os deputados municipais da oposição. O presidente da câmara não desmente o cenário e admite que a situação pode levar a uma reformulação profunda da estrutura da câmara, que pode passar por despedir pessoal.A informação foi avançada na última assembleia municipal pelos deputados da Coligação Pelo Futuro da Nossa Terra e Bloco de Esquerda. O presidente Joaquim Ramos (PS), de regresso ao trabalho, não desmentiu a acusação e confirmou que a situação da câmara “é má”, sendo que no próximo ano poderá ter de ser feita uma reformulação profunda da sua estrutura organizativa. A discussão sobre a situação financeira da câmara foi solicitada pela bancada do Bloco de Esquerda, uma semana antes de ser apresentado o orçamento municipal para o próximo ano.“Durante uma série de anos todos recorremos excessivamente ao crédito e fizemos coisas que se calhar não devíamos ter feito. Essa é uma reflexão que teremos de fazer no futuro. A situação difícil que vivemos deve-se à enorme diminuição de receitas, temos de ter em conta que o imobiliário saiu do mercado”, lamentou Joaquim Ramos.*Notícia desenvolvida na próxima edição impressa de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo