Política | 19-12-2011 16:59

Orçamento da Câmara de Alpiarça para 2012 desce quase para metade

O orçamento da Câmara de Alpiarça para o próximo ano, de oito milhões e oitocentos mil euros, contraria os orçamentos dos anos anteriores que estavam muito inflacionados pela dívida do município. A explicação é do presidente da autarquia, Mário Pereira (CDU), durante a apresentação do orçamento para 2012 na assembleia municipal realizada na noite de 15 de Dezembro. “O plano de saneamento financeiro obriga-nos a cortes na despesa. Este orçamento será muito fiel à nossa capacidade de execução ao longo do ano”, referiu. “Vivemos um contexto económico adverso com cortes do Estado para autarquia e isso limita a nossa acção de manobra. Só em dois anos e meio Alpiarça viu ser-lhes cortados cerca de 460 mil euros. Estas limitações colocam problemas à população e ao município”, salientou Mário Pereira.A bancada do PS refere que o orçamento para 2012 fica “muito aquém” do que estavam à espera e do que seria expectável. “É um orçamento muito ligeiro e generalista”, referiu o deputado municipal socialista Paulo Sardinheiro acrescentando que na Casa dos Patudos, “onde foi feito um grande investimento”, não existem muitas actividades previstas. “Não existem ideias que tragam visitantes e dinheiro aos Patudos”.Para Fernando Ramalho (PS) é “mais do mesmo” não havendo alterações quando se esperava que “por haver uma nova cor política” houvesse “mudanças” e “inovação”. “Não há arrojo e não acredito que alguma vez venha a ter. Alpiarça não evoluirá muito nos próximos tempos com este orçamento”, criticou.Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo