Política | 23-03-2012 08:05

PSD repudia acções da greve geral em Benavente

O presidente da Comissão Política Concelhia do PSD de Benavente, Ricardo Oliveira, emitiu um comunicado onde repudia os acontecimentos que se registaram na manhã do dia 22 de Março, no estaleiro da Câmara Municipal de Benavente e na Estação de Tratamento de águas Residuais (ETAR) de Benavente.Recorde-se que no âmbito da greve geral, os trabalhadores das Águas do Ribatejo encontraram o portão de entrada da ETAR completamente obstruído por um monte de areia que chegava a ter sete metros de altura. Supõe-se que a areia terá sido colocada no local por uma máquina da autarquia, já que o rasto de areia deixado na estrada conduz ao estaleiro municipal que está mesmo ao lado. A areia provocou estragos no portão das instalações, numa viatura e num muro. Os trabalhadores do município que não aderiram à greve e também se deslocaram ao estaleiro da câmara encontraram o portão fechado com um cadeado e uma máquina giratória atrás a impedir a entrada.Ricardo Oliveira considera inaceitável todas as situações registadas e vai ao ponto de dizer que o que aconteceu é “passível de poder ser considerado crime contra o património e contra os direitos e liberdades dos cidadãos”.O vereador do PSD, José da Avó, vai exigir na próxima reunião camarária que se realize um inquérito para conhecer os respectivos autores e aplicar uma punição.“O direito à greve está consagrado na Constituição da República Portuguesa como também o direito à não greve, e terá que ser aceite e respeitado de igual forma”, lê-se no comunicado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo