Política | 25-01-2013 14:16

Deputados do PSD pelo distrito querem que Governo considere estratégico o turismo religioso

Os deputados do PSD eleitos por Santarém querem que o Governo reconheça a importância do turismo religioso e que este seja considerado dos 10 produtos estratégicos e prioritários para o país no âmbito da revisão do Plano Nacional Estratégico do Turismo (PENT). A deputada Carina Oliveira, natural de Fátima, já tinha questionado a secretária de Estado do Turismo na audição da comissão de economia e obras públicas, realçando que o “Estado tem que ser laico mas não pode ser estúpido ao ponto de não considerar a importância de um turismo tão forte como é o religioso”. Os políticos do mesmo partido que está no Governo consideram que “é motivo de dúvidas e preocupação a inexplicável pouca atenção” dada a este tipo de turismo tendo em conta alguns dos que estão na categoria de produtos estratégicos. Atendendo a que cerca de 3/4 do património português é de cariz religioso, entre igrejas, mosteiros, sinagogas, arte sacra. Além de estimarem que o turismo religioso corresponda a 10 por cento do movimento turístico no país. Recordando que o anterior Governo socialista de José Sócrates também “ignorava, incompreensivelmente”, a importância deste sector, justificam a sua pretensão referindo o afluxo de cinco milhões de visitantes por ano em Fátima, oriundos de 140 países, Criticando o facto de o país continuar muito dependente de um modelo de turismo que “não combate eficazmente a sazonalidade e não aposta naquilo que de melhor temos e sabemos fazer”, os deputados do distrito entregaram um requerimento na Assembleia da República dirigido ao ministro da Economia. No qual perguntam o que motivou na proposta de revisão ao PENT a escolha dos 10 produtos turísticos considerados estratégicos e querem também saber quais foram os critérios para que o turismo religioso não tenha sido considerado apenas um sub-produto. Os parlamentares Carina João, Vasco Cunha, Nuno Serra, Isilda Aguincha e Duarte Marques questionam ainda se o Governo está disposto a reconsiderar a situação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo