Política | 04-10-2013 00:10

Votos brancos de Santarém chegavam para ganhar as eleições em três câmaras da região

Os 1.323 votos em branco registados nas eleições autárquicas de 29 de Setembro no concelho de Santarém chegavam para ganhar as eleições para a câmara municipal em três concelhos do distrito, onde as listas vencedoras tiveram votações abaixo desse valor: Golegã (1.304 votos no PS); Sardoal (1.284 votos no PSD); e Constância (1.080 votos na CDU). E o caso da capital de distrito, em que 4,76% dos eleitores não escolheram qualquer lista, não é único. Em Ourém atingiu-se os 1111 votos em branco, em Tomar 940 e em Torres Novas verificou-se a maior percentagem (5,09%) correspondente a 870 votos.O número de votos em branco no distrito de Santarém quase duplicou de 2009 para 2013, passando de 4.638 para 8.906. O aumento ainda foi mais acentuado em relação aos votos nulos, que de 2.354 passaram para 6.889, quase triplicando. E é de salientar que o número total de votantes no distrito de Santarém até diminuiu em quase trinta mil, de 242.420 (59,93% de votantes) nas autárquicas de 2009 para 214.260 (53,68%) em 2013. Ou seja, a participação eleitoral baixou, mas o número de votos inválidos ou brancos subiu em flecha.Em termos de votos nulos, Tomar (834), Ourém (831) e Santarém (821) são os campeões pela negativa. A maior percentagem, contudo, registou-se no Entroncamento onde 3,99% (341) dos votos entrados nas urnas foram considerados inválidos. No capítulo oposto surge Coruche, onde apenas se registaram 1,79% nulos, correspondentes a 178 votos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo