Política | 08-10-2013 14:25

Histórico da CDU no Cartaxo renuncia ao mandato na assembleia municipal

Carlos Mota, eleito da CDU na Assembleia Municipal do Cartaxo, não vai tomar posse para novo mandato nesse órgão autárquico, por considerar que nas eleições de 29 de Setembro “os eleitores do concelho do Cartaxo decidiram penalizar quem primou por se opor firme, mas sempre construtivamente, ao descalabro da gestão municipal levada a cabo pelos eleitos do PS, no mandato que ora termina”.Descontente com os resultados que a CDU obteve nesse concelho - que se traduziram na perda do vereador que tinha no executivo camarário e na perda de um dos três eleitos na assembleia municipal – Carlos Mota decidiu desligar-se da actividade autárquica. “(…) o eleitorado premiou quem durante três anos silenciou e deu o seu aval político a essa gestão e só acordou a seis meses das eleições: o "PS oficial"; mas também premiou os protagonistas da desastrosa gestão que colocou o Município na situação degradada em que está: o "outro PS"”, escreve numa nota informativa acerca da sua renúncia ao mandato na Assembleia Municipal do Cartaxo.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo