Política | 08-10-2013 00:18

Mário António Cantiga assume-se como autarca de consensos que não precisa de coligações para governar

Mário António Cantiga assume-se como autarca de consensos que não precisa de coligações para governar
A CDU ganhou a União das Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz com maioria relativa mas o vencedor das eleições garante que não vai fazer coligações para governar. Porque Mário António Cantiga considera-se um homem de consensos e isso basta para gerir a autarquia com tranquilidade e em diálogo com as restantes forças políticas. Para a maior freguesia em área no concelho de Vila Franca de Xira, Mário António Cantiga, 46 anos, diz-se um homem preocupado com as questões sociais e sensível à reabilitação urbana. Mário António Cantiga ganhou a nova junta ao socialista Luís Filipe Dias por uma margem de 129 votos. "O nosso entendimento é que ganhámos e por isso merecemos ser nós a decidir os destinos da união de freguesias", refere a O MIRANTE. Natural de Alhandra, onde reside, Mário é filho de famílias humildes e desde menino que sabe o que custa a vida. Na infância leu Marx, Engels, Alves Redol, Soeiro Pereira Gomes e "boa parte" da Bíblia. Em 1995 foi convidado para se juntar ao PCP e aceitou. Confessa que não esperava ganhar quando arrancou a campanha eleitoral, mas depois de saber os resultados da primeira mesa acreditou que a gestão da junta podia mudar.* Entrevista completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo