Política | 09-10-2013 13:02

Repetição das eleições em Alverca e Sobralinho analisada pelo Tribunal Constitucional

Os eleitores de Alverca do Ribatejo e Sobralinho podem vir a ser chamados a votar de novo a votar caso o Tribunal Constitucional dê razão a um recurso interposto pelo movimento independente "Comunidades Democráticas". No qual pede a impugnação dos resultados das eleições autárquicas de 29 de Setembro na união de freguesias, que deram vitória a Afonso Costa (PS), exigindo que o acto eleitoral seja repetido.Em causa está o facto de ter sido atribuído ao movimento um símbolo aleatório (I), que foi apresentado nas folhas afixadas à porta das mesas de voto mas que não constava dos boletins de voto. No entender do movimento esta foi uma situação que condicionou a votação e que deu origem a que muitos votantes não identificassem o movimento por causa dos boletins não terem o símbolo. O movimento, liderado pelo independente Mário Sá Pereira, contactou no próprio dia das votações a Comissão Nacional de Eleições (CNE), que disse haver fundadas razões para que uma acção fosse interposta em tribunal com vista à repetição da votação. * Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo