Política | 16-10-2013 00:02

Paulo Fonseca faz acordo com vereador independente para garantir tranquilidade na Câmara de Ourém

Paulo Fonseca faz acordo com vereador independente para garantir tranquilidade na Câmara de Ourém
Depois de ter perdido a maioria absoluta na Câmara de Ourém nas últimas eleições autárquicas, o Partido Socialista (PS) viu-se forçado a fazer um acordo com o movimento independente (MOVE) para assegurar a estabilidade da gestão municipal. O presidente reeleito Paulo Fonseca, que venceu com uma diferença de apenas 120 votos em relação à coligação PSD/CDS, propôs uma aliança política ao vereador do MOVE Vítor Frazão, que no anterior mandato foi vereador do PSD antes de assumir o estatuto de independente após desavenças internas com o seu partido. Frazão aceitou o desafio mas vai ser um vereador sem pelouros atribuídos. O autarca, que vai deixar o projecto empresarial que lidera enquanto estiver na câmara, apenas vai receber as senhas de presença relativas à participação nas reuniões camarárias. O novo executivo camarário é composto por três vereadores da coligação PSD/CDS, um autarca do MOVE e três eleitos do PS, que perdeu um vereador face ao anterior mandato. Neste novo mandato José Alho, que era vice-presidente, não faz parte da equipa de Paulo Fonseca.Apesar de contido, Vítor Frazão era um homem verdadeiramente feliz. Frazão (que foi presidente da autarquia em parte do mandato 2005-2009) admite que foi o grande vencedor das eleições de 29 de Setembro e que valeu a pena lutar pelo seu projecto autárquico.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo