Política | 20-11-2013 13:00

CDU retira a confiança política ao “traidor” Herculano Martins

CDU retira a confiança política ao “traidor” Herculano Martins
A CDU de Azambuja retirou esta terça-feira, 19 de Novembro, a confiança política a Herculano Martins, o segundo da lista da coligação à autarquia nas eleições de 29 de Setembro que, após ter sido eleito, aceitou integrar o executivo de maioria PS como vereador com pelouros a tempo inteiro. A vereadora Mara Oliveira leu uma declaração da CDU lado a lado com o visado, acusando-o de com o seu comportamento político ter permitido ao PS garantir a maioria absoluta na governação do concelho, o contrário do que os eleitores manifestaram nas urnas ao reforçarem os votos da CDU e da Coligação Pelo Futuro da Nossa Terra. “Foi com surpresa que a CDU veio a tomar conhecimento que o segundo vereador eleito pela CDU aceitou compromisso político com o PS, tendo aceitado ser vereador a tempo inteiro e contrariando a posição da CDU, decidida numa reunião em que participou”, leu a vereadora, em nome dos eleitos da coligação nos diferentes órgãos municipais. Segundo Mara Oliveira a decisão de Herculano Martins serve o branqueamento da política do PS na autarquia. Depois de ouvir a vereadora da CDU, Herculano Martins, que foi presidente da Junta de Manique do Intendente durante 25 anos pela CDU, respondeu que também não foi ouvido quanto à possibilidade de se fazer um acordo político na assembleia municipal. Garante que, ao contrário do afirmado na posição da CDU, a decisão de se aliar ao PS tem a solidariedade de alguns dos membros da CDU, como a do actual presidente da Junta de Manique. “Merecia mais consideração por 25 anos como presidente de junta eleito pela CDU”, concluiu. Recorde-se que David Mendes, o cabeça de lista da CDU à câmara municipal, resolveu suspender o mandato por 30 dias em período coincidente com a decisão de Herculano Martins, sendo substituído por Mara Oliveira.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo