Política | 28-12-2013 01:06

Deputado quer respostas do Governo sobre más condições do posto da GNR de Salvaterra

O deputado do PCP António Filipe, eleito pelo círculo de Santarém, quer saber que solução equaciona o Governo para dotar a GNR de Salvaterra de Magos com alojamento e instalações condignos. Na sequência das notícias saídas nas últimas edições de O MIRANTE, o parlamentar comunista questiona ainda o Ministério da Administração Interna sobre qual a alternativa prevista caso os elementos da GNR tenham de sair das instalações onde se encontram actualmente, cedidas provisoriamente pela autarquia, já que “o posto da GNR não tem reúne quaisquer condições para esse efeito”.“A necessidade de encontrar uma solução para as instalações da GNR de Salvaterra de Magos, que apresentam um estado deplorável é, desde há muito tempo, indiscutível. Porém, como tem sido recentemente noticiado, não se encontra à vista nenhuma solução para esse problema.Segundo noticiou na passada semana o semanário O MIRANTE, a possibilidade de transferir a GNR para uma antiga escola primária estará posta de parte por falta de disponibilidade financeira do Ministério da Administração Interna”, alega António Filipe.Tal como já tínhamos noticiado, também a Associação dos Profissionais da Guarda (APG) "não quer acreditar" que se equacione o regresso dos profissionais à camarata do posto sem qualquer intervenção nessas instalações, referindo que pernoitar nesse espaço representa um perigo real para a saúde.A APG afirma que são "muitas as vezes que no posto não existe água quente por haver necessidade de substituição do esquentador". Além disso "existem ratazanas e chove no interior como na rua". A associação aponta o dedo ao Ministério da Administração Interna que, diz, é o responsável por "proporcionar" condições de funcionamento e alojamento para os profissionais da GNR, pedindo que "intervenha com a merecida urgência".Recorde-se que os militares dormem actualmente num edifício da autarquia, por falta de condições do posto, mas o presidente da câmara quer instalar no local uma médica e os guardas não têm para onde ir.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo