Política | 06-08-2015 15:29

Vereadores do PSD em Tomar queixam-se de boicote às suas propostas

Os vereadores do PSD na Câmara de Tomar criticam a presidente do município, Anabela Freitas (PS), por não levar as suas propostas a reunião de câmara para serem discutidas e votadas. Conforme recordou o vereador João Tenreiro, a proposta de criação do gabinete de apoio ao Portugal 2020 (fundos comunitários) foi entregue no dia 11 de Março e a proposta para redução do IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) entregue a 30 de Março. Nenhuma das propostas foi ainda a sessão camarária para ser discutida. A presidente Anabela Freitas optou por não responder às críticas de João Tenreiro.Já a proposta para a criação do Conselho Municipal do Ambiente, que foi apresentada pelos vereadores social-democratas em Novembro do ano passado, só há pouco foi a reunião do executivo e foi chumbada. Anabela Freitas não concordou com a proposta dos vereadores do PSD João Tenreiro e António Jorge por considerar que a mesma é "muito abrangente" na representatividade política. "Uma vez que vai ser o executivo a executar as medidas deste Conselho Municipal do Ambiente, não deve ser a câmara municipal a criá-lo. Deve ser a assembleia municipal a propor a sua criação", justificou a a autarca para recusar a proposta da oposição. O vereador do movimento Independentes por Tomar (IpT), Pedro Marques, disse que o executivo municipal deve "dar as mãos" numa matéria que é importante para o concelho de Tomar. A proposta foi rejeitada com quatro votos contra (3 PS+1 CDU), uma abstenção (IpT) e dois votos a favor (PSD).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo