Política | 20-04-2017 08:22

Fundação da Juventude abre 50 vagas de estágio em Santarém

Objectivo das empresas é tornarem-se mais competitivas e para se afirmarem no mercado.

Estão abertas 50 vagas de estágio em 20 áreas de formação para a região de Santarém para a 25.ª edição do Programa de Estágios de Jovens Estudantes do Ensino Superior nas Empresas (PEJENE), promovido pela Fundação da Juventude. Qualquer jovem a frequentar o penúltimo e último ano de qualquer curso do ensino superior, pode candidatar-se ao PEJEME até quatro vagas de estágio, de acordo com as suas preferências.

Os estudantes serão contactados diretamente pelas empresas, caso estas tenham interesse no seu perfil. A seleção final é da responsabilidade das empresas/entidades de acolhimento, e comunicado por estas aos estudantes e à Fundação da Juventude. Os estágios realizam-se entre Julho e Setembro e pressupõem a atribuição de subsídio de alimentação e de transporte, assim como um Seguro de acidentes pessoais

Este ano, as áreas de formação que continuam a ser mais requisitadas pelas empresas são as relacionadas com Economia, Finanças e Gestão de Empresas (13%), Comunicação Publicidade e Marketing (19%), apoio administrativo e Secretariado (10%) e Informática e Tecnologias (9%).

O objectivo das empresas ao apostarem nos jovens com formação nestas áreas, prende-se com o facto de tornarem-se mais competitivas e para se afirmarem no mercado.

Para fazer a candidatura e obter mais informações consulte em www.fjuventude.pt/pejeme2017.

Mais Notícias

    A carregar...
    Caipirinhas para todos os gostos
    Foto do Dia
    As caipirinhas são a aposta há oito anos da van food “Caipi Joca’s”, de Carlos Travessa, um dos presentes na 4.ª edição do Festival Reverence que decorreu nos dias 8 e 9 de Setembro, pela primeira vez, na Ribeira de Santarém. A residir em Salvaterra de Magos, o empreendedor de 38 anos começou o negócio juntamente a sua sócia, Josélia Godinho, de 33 anos, depois de ter tido muito sucesso com o seu bar exclusivo de caipirinhas nas festas de Salvaterra de Magos. O nome surgiu de uma junção de “Caipi” (caipirinhas), “Jo” (Josélia) e “Ca” (Carlos). Entre as várias caipirinhas à disposição, a que está no topo das preferências é a tradicional com cachaça.
    Foto do Dia | 22-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo