Política | 19-10-2017 18:29

Impasse na tomada de posse dos eleitos da União de Freguesias de Malhou, Espinheiro e Louriceira

O presidente da junta eleito, Luís Cândido, diz que vai marcar nova reunião.

A tomada de posse dos eleitos da assembleia de freguesia da União de freguesias de Malhou, Louriceira e Espinheiro, concelho de Alcanena, já esteve agendada duas vezes, no dia 14 e no dia 18 de Outubro, com os eleitos pelo PSD/CDS/MPT e o eleito pela CDU a votarem contra a lista apresentada pelo PS.

Nas eleições de dia 1 de Outubro, a assembleia de freguesia da União de freguesias de Malhou, Louriceira e Espinheiro foi ganha pelo PS, com 422 votos, e Luís Cândido, como cabeça de lista assumiu automaticamente a presidência. A lista do PSD/CDS/MPT, conseguiu 410 votos, o que lhe garantiu 4 vogais na assembleia, tal como o PS, e a CDU, com 110 votos garantiu a representação do vogal Joaquim Almeida.

A eleição dos dois vogais que integrariam a o executivo da junta gerou o impasse, porque a lista apresentada pelo PS, com os nomes de Lina Louro para secretária e Armando Pereira para tesoureiro, foi chumbada com 5 votos contra e 4 a favor.

Contactado pelo MIRANTE, o presidente da junta eleito, Luís Cândido, diz que vai marcar nova reunião na sede da junta, em Louriceira, ainda em data a anunciar, mas garante que não tem intenção de abrir o executivo às duas forças partidárias na assembleia. " se o PS ganhou as eleições, então faço questão de trabalhar com minha equipa no executivo".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo