Política | 11-12-2017 18:53

PS chumba nomes para administração da empresa municipal Viver Santarém

PS chumba nomes para administração da empresa municipal Viver Santarém

Socialistas aproveitaram o facto de três eleitos da maioria PSD na câmara não poderem votar para invalidar a proposta.

A oposição PS na Câmara de Santarém chumbou a proposta da maioria PSD para os órgãos sociais da empresa municipal Viver Santarém, aproveitando o facto de três eleitos do PSD estarem impedidos de votar esse ponto por constarem na lista para o conselho de administração da empresa.

A proposta do PSD indicava o presidente da câmara Ricardo Gonçalves para presidente do conselho de administração da Viver Santarém (cargo que já desempenhou no mandato anterior) e os vereadores Inês Barroso e Jorge Rodrigues para vogais da administração. Por terem os seus nomes na lista proposta, nenhum dos três pôde votar. E com uma maioria circunstancial de quatro vereadores contra dois, os socialistas, que até aqui tinham vindo a abster-se em todas as nomeações, optaram nessa proposta pelo voto contra fazendo valer a sua maioria circunstancial.

Essa atitude irritou o presidente da câmara, que classificou como “politiqueira” a postura do PS e, com os olhos postos em Rui Barreiro, líder da bancada socialista, afirmou que, “afinal, palavra dada não é palavra honrada”. Uma alusão ao facto de, em reunião de câmara anterior, Barreiro ter dito que em matéria de nomeações o PS optaria pela abstenção.

Rui Barreiro justificou o voto contra recordando que, no início deste mandato, o PS manifestou a disponibilidade de eleitos seus para integrarem os órgãos sociais das empresas municipais Viver Santarém e Águas de Santarém, sem quaisquer encargos para estas. Proposta que não mereceu acolhimento da maioria PSD. Barreiro afirmou também não conhecer alguns dos nomes indicados para a assembleia-geral nem vir com a proposta um currículo dos mesmos que permitisse saber melhor quem são.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo