Política | 08-01-2018 08:53

Jardim e muro da Câmara de Santarém motivam críticas

Eleitos da oposição pediram acção ao executivo durante a última sessão da assembleia municipal.

O “mau estado” do jardim existente junto aos paços do concelho de Santarém, que em tempos funcionou como parque de campismo, motivou críticas na última sessão da assembleia municipal por parte do eleito Francisco Mendes (membro do movimento Mais Santarém, que integrou como independente a lista do PS). O autarca sublinhou o “abandono” a que está votado o espaço, acrescentando que se trata de uma situação de fácil resolução e que não necessita de grandes meios, perguntando ao presidente da câmara, Ricardo Gonçalevs (PSD), se estava prevista alguma intervenção.


Também da bancada do PS, Manuel Afonso lamentou que o muro que rodeia esse jardim continue em risco de ruína e com parte da estrutura delimitada por uma faixa de segurança, referindo que essa é uma má imagem numa das principais entradas na cidade.


“Choca-me ver o muro que envolve o edifício da Câmara de Santarém naquelas condições, sujo e degradado. É a entrada norte de Santarém e as pessoas que nos visitam encontram essa situação degradante”, afirmou Manuel Afonso acrescentando que, assim, a autarquia não dá o exemplo aos proprietários para cidarem dos seus imóveis.


Quanto ao jardim, Ricardo Gonçalves disse que os serviços do município irão fazer uma requalificação do espaço e irão também abater mais algumas árvores para aliviar a pressão sobre o muro. O presidente da câmara afirmou ainda que pretendem arranjar o muro e fazer lá um mural que conte um pouco da história de Santarém.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo