Política | 30-01-2018

Deputados do PSD dizem que limpeza no Tejo é operação de cosmética

PSD sabe que houve um incidente na central de bombagem, que levou a empresa a descarregar a produção de efluentes directamente no Tejo.

Os deputados eleitos pelo Distrito de Santarém, Duarte Marques e Nuno Serra, consideram que a limpeza da poluição no Tejo junto ao açude de Abrantes, é uma operação cosmética que não resolve o problema da poluição. Os sociais-democratas visitaram o local na segunda-feira, 29 de de Janeiro. Duarte Marques aponta o dedo à empresa Celtejo de Vila Velha de Ródão, e diz que é preciso investigar o que se passou nas madrugadas dos dias 17 e 22 de Janeiro naquela empresa.

O deputado adiantou que o PSD sabe que houve um incidente na central de bombagem, que levou a empresa a descarregar a produção de efluentes directamente no Tejo, o que terá originado esta espuma.

Até agora já foram feitos treze transportes das matérias poluentes para a ETAR de Vila Nova da Barquinha.

O ministro do Ambiente atribuiu o aparecimento de espuma não a uma descarga poluente, mas à libertação de poluição mais antiga, que estava alegadamente acumulada nos sedimentos do rio.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo