Política | 06-02-2018 18:20

Presidente da Junta de Malhou, Louriceira e Espinheiro renuncia para resolver impasse

Presidente da Junta de Malhou, Louriceira e Espinheiro renuncia para resolver impasse
ALCANENA
Foto DR - Lina Louro, natural de Espinheiro, é a nova presidente da junta.

União de Freguesias estava sem executivo eleito desde Outubro por não haver acordo entre as várias forças políticas.

O presidente da Junta de Freguesia de Malhou, Louriceira e Espinheiro, no concelho de Alcanena, renunciou ao mandato. O socialista Luís Cândido foi substituído no cargo pela número dois da lista do PS Lina Louro. Essa mudança permitiu chegar a um consenso com vista à eleição do restante executivo da junta de freguesia, que é agora composto pelo secretário Armando Pereira (PS) e pelo tesoureiro Fernando Ferreira (coligação PSD/CDS/MPT).


O anterior presidente da junta queria ter um executivo composto apenas por eleitos do PS mas essa solução nunca passou na assembleia de freguesia, onde os socialistas não têm maioria absoluta. Com a saída de Luís Cândido, o PS aceitou a inclusão de um eleito da coligação PSD/CDS/MPT na equipa da junta, como tesoureiro, sendo assim reposta a normalidade na gestão da autarquia.


Luís Cândido não esteve na reunião de 1 de Fevereiro para eleger o novo executivo da junta de freguesia mas disse a O MIRANTE que a sua renúncia foi a solução encontrada para haver entendimento. “Visto que eu sou do Malhou, abdiquei para que o eleito da coligação, que também é do Malhou, pudesse entrar”. Uma solução que Luís Cândido não considera justa tendo em conta que liderava a lista ganhadora. Mas a bem da comunidade renunciou, “ para que os investimentos nas terras da União de Freguesias possam avançar”, concluiu.


Lina Louro, natural de Espinheiro, tem como prioridades para este mandato avançar com as obras no cemitério de Espinheiro, repor o serviço multibanco em Malhou, além de outros investimentos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo