Política | 05-04-2018 11:07

Juntas de Vila Franca de Xira e Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa prometem cooperação

Juntas de Vila Franca de Xira e Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa prometem cooperação
João Santos e Jorge Ribeiro

Em causa as transferências de competências da câmara municipal e as críticas da CDU.

Os presidentes da duas juntas de freguesia de maioria PS no concelho de Vila Franca de Xira, emitiram hoje um comunicado conjunto em que fazem uma avaliação positiva dos recursos transferidos da câmara municipal para as seis freguesias do concelho e garantem que manterão uma postura "cooperante e construtiva" no decurso do processo de reapreciação dos critérios daquele tipo de transferências.

O comunicado assinado por João Paulo Santos, presidente da junta de freguesia de Vila Franca de Xira e Jorge Nuno Ribeiro, presidente da Junta de Freguesia de Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa, surge na sequência de uma conferência de imprensa dada na terça-feira de manhã pelos presidentes das restantes freguesias, todos eleitos pela CDU, em que estes reivindicaram a subida das verbas transferidas pela câmara dos actuais três milhões e quinhentos mil euros, para o dobro.

Nessa conferência de imprensa, aqueles autarcas alegaram que só com o dobro do dinheiro lhes será possível cumprir as competências que lhes estão delegadas. No comunicado dos presidentes das juntas de Vila Franca de Xira e Póvoa de Santa Iria e Forte da casa, não é feita qualquer referência a verbas, dado que ainda decorrem as negociações com a câmara, mas é declarada a importância da gestão.

"Para ser possível atingir a eficácia potencial a partir dos recursos transferidos da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira para as freguesias, realça-se a importância decisiva dos modelos de gestão adoptados por cada uma das seis Juntas de Freguesia do Concelho.", realçam João Paulo Santos e Jorge Nuno Ribeiro.

Em declarações a O MIRANTE, feitas na sequência da conferência de imprensa dos autarcas da CDU, o presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS) disse que a iniciativa dos mesmos tinha sido “politiquice e uma deslealdade institucional”, uma vez que está marcada para amanhã, sexta-feira, 6 de Abril, mais uma reunião de negociações.

O autarca corrigiu o valor da verba transferida anualmente para as freguesias, dizendo que não é de três milhões e meio, como diz a CDU, mas de quatro milhões e duzentos mil euros e deixou um desafio. “Se acham que não estão bem, podem denunciar as competências negociadas” e a câmara passará a assumir as tarefas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo