Política | 22-04-2018 10:30

Município de Coruche aprova contas com oposição a pedir mais investimento

Contas referentes a 2017 foram aprovadas com os votos favoráveis do PS e as abstenções dos vereadores da CDU e PSD.

As contas da Câmara de Coruche referentes a 2017 foram aprovadas na reunião camarária de sexta -feira, 16 de Abril, com os votos favoráveis do PS e as abstenções dos vereadores da CDU e PSD.

O presidente Francisco Oliveira (PS) destacou que, desde 2007 a 2017, este foi o quarto ano com mais investimento por parte da autarquia. Sublinhou ainda o aumento das receitas correntes (21,8 milhões de euros, equivalente a 88% da despesa total), a diminuição das despesas de capital (10,8 milhões de euros, equivalente a 44% da despesa total) e o aumento das despesas com o pessoal (6,7 milhões de euros).

Os resultados confirmam a boa situação financeira do município. “O município honra os seus compromissos com os trabalhadores, os fornecedores e os empreiteiros, com um prazo médio de pagamento de 19 dias”, frisou o autarca.

Números que não convenceram a eleita do PSD, Liliana Pinto, que considerou que a autarquia devia investir mais as receitas em obras em vez de “engordar” as contas bancárias. Já Valter Peseiro (CDU) enumerou diversas obras que ficaram por concretizar, destacando a incapacidade da actual maioria em resolver os grandes problemas o concelho.

No final, aproveitou ainda para sugerir que o relatório de contas do próximo ano seja mais detalhado contendo mais indicadores, como a taxa de desemprego e de emprego, o número de empresas que abriram e fecharam ou o número de crianças que estão a frequentar os vários estabelecimentos escolares do concelho.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo