Política | 03-05-2018 17:06

CDU e BE acusam Câmara de ter abandonado o centro histórico

CDU e BE acusam Câmara de ter abandonado o centro histórico
TORRES NOVAS
Foto O MIRANTE

O presidente da câmara disse que as apropriações coercivas pela câmara não são fáceis e por isso a situação está como está”.

A deputada da CDU, Cristina Tomé, e a deputada do BE, Dina Sá, acusaram a Câmara de Torres Novas de ter abandonado o centro histórico da cidade e de nada fazer para inverter a degradação de habitações e comércio.

Na última sessão da assembleia municipal, a deputada comunista Cristina Tomé desafiou a câmara a preservar a Casa Espanhol, que tem o seu encerramento anunciado para breve. O seu proprietário, João Espanhol, foi uma figura singular na intervenção política e cultural da cidade.

Já a deputada bloquista argumentou que a segurança de quem passa no centro histórico está em risco, porque a qualquer momento pode haver queda de imóveis.

O presidente da câmara, Pedro Ferreira (PS), considerou injusto dizer que a autarquia está alheada da recuperação do centro histórico. “O problema é que os proprietários são velhos, alguns já morreram e os herdeiros ou não se entendem ou não querem saber. As apropriações coercivas pela câmara não são fáceis e por isso a situação está como está”, disse.

O autarca adiantou que o executivo já fez várias aquisições para poder intervir e conta continuar a fazer. Relativamente à Casa Espanhol, Pedro Ferreira referiu que vai falar com João Espanhol e com a família para encontrar uma solução a contento, que preserve a memória daquele espaço.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo