Política | 03-06-2018 16:42

Regionalização não avança porque não interessa aos poderes instalados

Regionalização não avança porque não interessa aos poderes instalados
Foto O MIRANTE

Presidente da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, Pedro Ribeiro defende a regionalização.

"A Unidade do Ribatejo" como factor de desenvolvimento económico, cultural e social, foi o tema do debate que juntou no dia 2 de Junho em Alcanena, o Historiador Matias Coelho, o Sociólogo Carvalho de Silva e o presidente da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, e presidente da câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro.

Matias Coelho explicou que o facto dos concelhos do Ribatejo estarem divididos, integrando a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo e a Comunidade do Médio Tejo afasta as pessoas da sua identidade ribatejana, porque estão de costas voltadas.

Pedro Ribeiro, defensor convicto da regionalização acredita que muitos dos problemas de organização do território só se resolverão com a criação de regiões.

O presidente da CILT reforçou ainda que a regionalização não avança porque não interessa a vários poderes instalados, uma situação que está a travar o desenvolvimento económico, social e cultural do Ribatejo e das outras regiões.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo