Política | 04-06-2018 12:37

Autarcas de Vila Franca de Xira preparam queixa conjunta a apresentar nos CTT

Em causa estão os constantes atrasos na distribuição postal nas diferentes freguesias.

Os seis presidentes das juntas de freguesia do concelho de Vila Franca de Xira estão a equacionar a possibilidade de fazerem chegar aos CTT uma queixa conjunta a manifestar o seu desagrado pelos atrasos e problemas que dizem estar a sentir na distribuição postal. A intenção foi revelada a O MIRANTE à margem da última reunião pública de câmara pelo presidente da União de Freguesias de Castanheira e Cachoeiras, Luís Almeida (CDU).

“A minha casa já chegaram três cartas registadas fora de prazo. Há um desagrado profundo entre nós e estamos a pensar em fazer chegar aos CTT esse desagrado, por escrito. Não sabemos ainda se cada junta de freguesia por si, individualmente ou em conjunto, porque este é um problema transversal a todas as freguesias do concelho. Não estamos satisfeitos e vamos tentar arranjar maneira de manifestar o nosso desagrado junto dos CTT”, explica o autarca.

Luís Almeida diz que apesar dos vários alertas a situação “continua na mesma” e numa recente reunião entre juntas e câmara os mesmos problemas foram identificados nas restantes freguesias: correio atrasado, cartas que se perdem e outras que são entregues em ruas erradas. “Tenho situações em que cartas aparecem na minha caixa de correio num sábado à meia-noite. Há pessoas que têm magotes de cartas a um sábado, depois de passarem a semana toda sem correio”, lamenta.

A empresa já havia explicado a 17 de Maio que os atrasos que se têm registado na entrega de correspondência, em particular na Castanheira do Ribatejo, foram uma situação pontual que os CTT esperam ver em breve ultrapassada. “Este tema foi uma questão pontual, que já está a ser resolvida e a expectativa é de que, muito em breve, a actividade esteja regularizada”, explicou a empresa.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo