Política | 10-07-2018 07:47

Bloco quer mais intervenção da Assembleia Municipal de Santarém

Bloco quer mais recursos financeiros para a assembleia municipal.

O Bloco de Esquerda considera que a Assembleia Municipal de Santarém “não está a cumprir o seu papel de acompanhar e fiscalizar a actividade da câmara municipal” e “muito menos a câmara está a cumprir os seus deveres, escondendo informação e não cumprindo os prazos nas respostas aos requerimentos dos partidos da oposição”.

A concelhia bloquista de Santarém diz que há um requerimento apresentado pelo Bloco na assembleia municipal no anterior mandato que ainda não teve resposta da câmara. E refere que é por essas e outras que se tem batido por propostas como a da transmissão online das sessões da assembleia municipal e a realização de sessões noutras freguesias do concelho.

O Bloco de Esquerda defende também mais recursos financeiros para a assembleia municipal, “de forma a que os grupos municipais tenham pelo menos um assessor para ajudar os seus deputados, alegando que “isto é principalmente importante para as bancadas mais pequenas”, como é o caso da do Bloco que tem apenas um eleito. “Estas propostas permitiriam maior independência face aos interesses do executivo, mais actividade e maior representatividade da assembleia municipal”, argumentam.

Das várias propostas apresentadas pelo Bloco, “o único avanço registado foi a possibilidade do público intervir antes dos trabalhos da assembleia (mas apenas sobre os pontos da ordem de trabalhos e sem ter acesso à documentação que permita uma tomada de posição informada)”, lê-se no comunicado enviado às redacções.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo