Política | 26-07-2018 09:18

PS Azambuja cede veículo da câmara ao seu partido

Proposta para a cedência e isenção de pagamento de taxa relativa à utilização da viatura foi a reunião de câmara já depois de o veículo ter sido utilizado pelo PS.

A Câmara de Azambuja, liderada por um executivo de maioria socialista, cedeu um veículo municipal de transporte de mercadorias à comissão política concelhia do PS sem primeiro ter levado a proposta a reunião de câmara. A decisão gerou polémica junto dos vereadores da oposição PSD/CDU, que consideraram o acto de cedência uma irregularidade.

A viatura foi cedida ao PS de Azambuja com o propósito de elementos do partido levarem a Oliveira do Hospital artigos de higiene e limpeza que angariaram num jantar solidário realizado em Janeiro. A viagem aconteceu no dia 22 de Junho, mas a proposta para aprovação em reunião de câmara só foi apresentada à vereação em reunião de câmara.

O presidente do município, Luís de Sousa (PS), reconheceu que a proposta deveria ter ido a votação com maior antecedência, mas lembrou que outros partidos políticos e associações do concelho têm também sempre beneficiado do empréstimo de veículos municipais, sempre que estes são solicitados.

O vereador David Mendes (CDU) referiu-se ao acto como sendo uma “irregularidade” e “um pedido fabricado”. Rui Corça e Maria João Canilho, vereadores da coligação liderada pelo PSD, votaram contra a proposta, por entenderem que “foi tratada com o mínimo dos cuidados”, referindo por diversas vezes que em causa não está “a bondade do acto” dos socialistas em entregar bens a pessoas necessitadas.

Rui Corça lamenta que o PS tenha tirado “dividendos políticos”, ao divulgar nas redes sociais a entrega dos produtos angariados e que a autarquia coloque bens públicos ao serviço de um partido político com “a ligeireza” com que o fez.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo