Política | 04-09-2018 08:18

Praça de toiros em Benavente só avança se permitir outros eventos

Praça de toiros em Benavente só avança se permitir outros eventos

Sonho do município tem um custo estimado três milhões de euros.

A construção de uma praça de toiros no concelho de Benavente é um sonho que o município continua a alimentar. Mas o futuro edifício, quando avançar, terá de ser um equipamento multiusos, onde além das corridas de toiros possam realizar-se também concertos, exposições e outros eventos. A ideia foi defendida esta semana a O MIRANTE pelo presidente do município, Carlos Coutinho (CDU). Benavente é um dos poucos concelhos da região que, apesar da forte tradição tauromáquica, não tem uma praça de toiros, recorrendo a praças desmontáveis, que não são tão confortáveis para os artistas e para o público.

“Benavente tem raízes taurinas fortes e o facto de não haver uma praça de toiros fixa é uma desvantagem para esta expressão taurina. Mas uma praça de toiros tem um investimento muito significativo que, para construir, só faria sentido se fosse um equipamento multiusos. Fazer um investimento num edifício que seja apenas uma praça de toiros não é um investimento correcto”, defende o presidente da câmara.

O autarca diz que construir uma praça que sirva o concelho é “um sonho antigo” que se renova todos os anos, mas que ainda espera pelo momento ideal para ser concretizado. “Apesar destes movimentos anti-taurinos que se fazem sentir com algum ruído, o que é genuíno é o sentimento que as gentes de Benavente e Samora Correia transportam consigo sobre a festa brava. Isso não se apaga, tal como o sonho de uma praça fixa. Era justo que ela acontecesse”, reconhece Coutinho.

Há estudos no gabinete do autarca para a concretização desse equipamento, mas o elevado valor que iria custar, cerca de três milhões de euros, tem feito com que esse investimento vá ficando na gaveta face a outras obras e investimentos mais urgentes, nos domínios da educação e regeneração urbana, por exemplo. Actualmente o município está a dar prioridade a obras de reabilitação urbana, que são financiadas por fundos comunitários.
A construção de uma praça de toiros no concelho chegou a estar prevista em 2008, na Quinta dos Gatos, em Benavente, mas o projecto acabou por ficar na gaveta em consequência da crise económica, que nessa altura afectou a banca, que seria a grande financiadora do projecto.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo