Saúde | 18-12-2004 12:16

Infarmed alerta para aumento do risco de problemas cardiacos do Celebrex

Um estudo clínico realizado em doentes que tomam o anti-inflamatório Celebrex indica que o medicamento duplica o risco de acidentes cardiovasculares graves, "fatais e não fatais", alertou hoje o Instituto Nacional de Farmácia e do Medicamento (Infarmed).

Um estudo clínico realizado em doentes que tomam o anti-inflamatório Celebrex indica que o medicamento duplica o risco de acidentes cardiovasculares graves, "fatais e não fatais", alertou hoje o Instituto Nacional de Farmácia e do Medicamento (Infarmed).O aumento de risco de eventos cardiovasculares graves parece ser dependente da dose, "com um aumento de 2,5 vezes com a dose mais baixa (400mg), comparado com os doentes a fazer placebo [medicamento inerte ministrado com fins sugestivos], e de 3,4 vezes com a dose mais alta (800mg)", explica o Infarmed.A nota informativa do Infarmed, enviada à Agência Lusa, surge na sequência de um aviso do laboratório multinacional Pfizer, produtor do medicamento, que hoje anunciou que aquele anti-inflamatório aumentava o risco de problemas cardíacos nos doentes.A empresa afirma que este estudo contraria um outro, em que não se observava qualquer aumento do risco de ataques cardíacos, mas garante que irá analisar em profundidade os resultados agora divulgados, para informar as entidades reguladoras, médicos e doentes que utilizam o seu medicamento em todo o mundo O Celebrex é do mesmo tipo que o Vioxx, medicamento da farmacêutica Merck retirado do mercado no passado mês de Setembro pelos mesmos motivos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo