Saúde | 20-12-2004 10:21

Quinze a vinte por cento dos casais são inférteis

O investigador Mário de Sousa disse domingo à noite que a infertilidade afecta 15 a 20 por cento dos casais, o que "é mais preocupante do que a asma e muitos cancros".Mário de Sousa falava na Senhora da Hora, Matosinhos, na primeira sessão do ciclo "Noites Mágicas", organizado pelo jornal digital "Ciência Hoje".

O investigador do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto atribuiu à infertilidade parte da actual redução demográfica, salientando que "o declínio da população não é só por se querer ter menos filhos".Mário de Sousa lamentou que os sucessivos governos não tenham permitido a instalação em Portugal de um banco público de esperma e óvulos, o que obriga os casais portugueses a recorrerem a bancos de Espanha e França.O especialista defendeu a criação nos centros de saúde e hospitais de consultas diárias de reprodução totalmente independentes das outras áreas, nomeadamente da ginecologia.Dada a inexistência desta separação, os períodos de espera por consultas de reprodução chegam a atingir em Lisboa os dois anos no Hospital Santa Maria e os quatro anos na Maternidade Alfredo da Costa.Os mais rápidos serviços de reprodução em Portugal, com períodos de espera de seis meses, situam-se no Grande Porto, nomeadamente nos hospitais de S. João, Santo António e Gaia e na Maternidade Júlio Dinis.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo