Saúde | 22-12-2004 12:15

Doentes de esclerose múltipla vão ter mais apoio na região

Um grupo de doentes com esclerose múltipla e seus familiares está a criar em Santarém um núcleo da Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) que pretende apoiar todos os que, directa ou indirectamente, sofrem com esta doença na região. A esclerose múltipla é uma doença progressivamente incapacitante e que teve maior visibilidade quando Iordanov, ex-futebolista do Sporting, foi obrigado a acabar a carreira quando descobriu que tinha a doença.A ideia de criar um núcleo começou a ganhar forma há cerca de um mês com a realização do primeiro encontro de doentes com esclerose múltipla da região. A reunião informal realizou-se no dia 12 de Novembro, no Hospital de Santarém, e contou com cerca de meia centena de pessoas.No encontro estiveram também representantes da SPEM, que deixaram algumas ideias e promessas de ajuda na implementação do núcleo em Santarém. Foi criado um grupo informal que tem como missão delinear um plano de acção e desenvolver os contactos necessários à legalização do núcleo. No início de 2005 haverá uma nova reunião entre os participantes.A principal impulsionadora desta ideia é Luísa Moreira, doente de esclerose múltipla há cerca de uma década. “Achei que estava na altura de criar alguma coisa. Actualmente não há um sítio onde as pessoas possam falar sobre a doença e partilhar experiências. Temos de marcar a nossa posição e procurar rentabilizar e partilhar aquilo que existe com outras associações”, esclarece.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo