Saúde | 25-05-2006 09:33

Benavente, Coruche e Ourém podem ficar sem urgências nocturnas

Benavente, Coruche e Ourém podem ficar sem urgências nocturnas Na zona do Sorraia, o Governo ainda não decidiu se deixa ficar apenas a de Coruche, acabando com a urgência médica em Benavente durante 24 horas diárias. Se o ministro da Saúde aprovar o estudo, que está a ser ultimado, sobre o encerramento de dezenas de serviços de atendimento permanente (SAP), Benavente, Coruche e Ourém podem ficar sem urgência médica 24 horas.Correia de Campos disse a semana passada na comissão parlamentar de saúde que há serviços de atendimento permanente que vão fechar em todo o país, sendo substituídos por serviços de urgência básica (SUB). O principal critério para o encerramento baseia-se nas distâncias existentes entre o actual serviço e a urgência médico-cirúrgica mais próxima. E há factores que podem funcionar como “desempate”, como o número de utentes atendidos por noite.Os SAP de Benavente, Coruche e Ourém estão referenciados no estudo para serem encerrados. E se nos dois primeiros casos ainda há hipótese de uma solução intermédia, no caso de Ourém a decisão de encerramento parece ser consensual. Se o ministro aprovar o estudo, a cidade ficará sem urgência 24 horas por dia.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo