Saúde | 30-12-2010 14:48

Presidente da Junta de Paialvo apela à “solidariedade” para resolver problema de falta de médico

O presidente de Junta de Freguesia de Paialvo, Luís Antunes (CDU) interveio na última sessão de assembleia municipal de Tomar, realizada a 29 de Dezembro, para pedir a “solidariedade institucional” às restantes bancadas no caso da falta de médico que assola esta freguesia desde Novembro. De acordo com o autarca, a população reuniu em assembleia de freguesia no dia 8 de Dezembro e decidiu criar uma Comissão de Utentes na Freguesia, pedir solidariedade institucional à Assembleia municipal e Câmara Municipal de Tomar, solicitar ajuda a todos os grupos parlamentares com assento na assembleia da República e pedir uma reunião urgente ao Director Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo II – Zêzere (ACES), Fernando Siborro. “Nestas acções, tivemos a solidariedade do Deputado António Filipe do PCP que, no dia 13 de Dezembro, esteve numa reunião de trabalho com o executivo da junta, membros da assembleia de freguesia e Comissão de Utentes. Após ouvir-nos prometeu oficializar uma pergunta ao Governo via Assembleia da República”, disse Luís Antunes. O autarca referiu que também recebeu apoio parlamentar do Partido Ecologista “Os Verdes” os partidos CDS e PSD acusaram a recepção do ofício que foi enviado. “Recebemos ainda a solidariedade do deputado municipal Dr. João Simões”, frisou Luís Antunes, referindo-se ao deputado da bancada dos “Independentes por Tomar”. A assembleia de freguesia de Paialvo decidiu ainda pedir uma “reunião urgente” com a Governadora Civil do Distrito de Santarém para lhe darem conta da situação. “No campo democrático, tudo faremos para contrariar os intentos governamentais para cada vez isolar mais o interior do país, retirando qualidade de vida à população”, concluiu.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo