Saúde | 04-12-2013 00:14

Câmara de Abrantes adjudica construção de Unidade de Saúde Familiar por um milhão de euros

A construção da Unidade de Saúde Familiar (USF) de Abrantes, um investimento na ordem de um milhão de euros que visa substituir o antigo centro de saúde, foi esta terça-feira, 3 de Dezembro, adjudicada pela câmara à empresa CIP – Construção.O projecto, com um prazo de execução de um ano, prevê a demolição parcial da antiga garagem rodoviária situada no centro da cidade, um edifício que foi construído em meados do século XX e apresenta sinais de degradação, por forma a instalar um edifício desta tipologia que possa servir cerca de 10 mil utentes.Em declarações à agência Lusa, a presidente do município, composto por 13 freguesias e uma população de cerca de 40 mil habitantes, disse que a falta de médicos de família "é uma preocupação sentida há alguns anos" e sublinhou que a construção desta obra é "fundamental para criar as melhores condições para poder atrair mais médicos" para Abrantes."Tendo optado por criar as melhores condições e pese embora não tendo competências específicas nesta área, a Câmara de Abrantes entende que não se pode desresponsabilizar e deve ser parte activa na procura de soluções que possam minorar as dificuldades, assumindo por inteiro este investimento" na sua componente nacional, num projecto financiado por fundos comunitários, frisou Maria do Céu Albuquerque.A realização desta obra foi alvo de um protocolo de entendimento celebrado com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e o Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo (ACES), sendo que a união de esforços entre as três entidades visa atenuar e encontrar uma alternativa à problemática da falta de médicos de família na região."A actual situação está a constituir um grave problema de qualidade de vida para as populações, prejudicando em particular os cidadãos socialmente mais vulneráveis", frisou a autarca.No âmbito do protocolo, as três entidades assumem vários compromissos. O município de Abrantes propôs ceder à ARSLVT, a título gratuito, o edifício da antiga garagem da rodoviária para funcionamento do Centro de Saúde de Abrantes.A transferência será concretizada após as obras de adaptação do imóvel, que a autarquia vai assumir na totalidade.A ARSLVT, por sua vez, assumirá as obras de conservação, após a cedência desta nova infraestrutura.O município de Abrantes criará ainda um incentivo financeiro de nove mil euros/ano à permanência dos médicos que sejam reconhecidos pelo ACES e que vierem a integrar a USF de Abrantes.O incentivo, que vigorará até maio de 2015, pode ser prorrogado e tem como pressuposto a estimativa de a USF abranger, no mínimo, 4.650 utentes distribuídos por três médicos.O futuro Centro de Saúde de Abrantes terá três pisos, um deles subterrâneo, com 41 lugares de estacionamento e áreas técnicas, e será dotado de elevador comunicante com todos os pisos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo