uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Campeonato em risco

Benfica do Ribatejo entrega providência cautelar para parar I Distrital

O presidente do Benfica do Ribatejo entregou uma providência cautelar a solicitar a paragem imediata da Primeira Divisão Distrital de Santarém. Em causa está a alegada não realização dos exames médico-desportivos impostos por lei.

Edição de 14.01.2004 | Desporto
É mais uma bronca no futebol do distrito. O presidente do Benfica do Ribatejo entregou na terça-feira, dia 13 de Janeiro, uma providência cautelar no tribunal de Santarém a solicitar a paragem imediata do Campeonato Distrital da Primeira Divisão da Associação de Futebol de Santarém.A confirmação foi dada ao nosso jornal pelo próprio dirigente. Alves Gomes explicou que o motivo pelo qual decidiu pedir a paragem da prova se prende com a ausência de exames médicos dos agentes desportivos, nomeadamente dos jogadores. “Noventa e tal por cento dos agentes desportivos não realizaram os exames médicos e têm apenas uma declaração do médico”, afirmou o responsável pelos benfiquistas, garantindo que essa situação viola os regulamentos desportivos.Em causa está a violação do nº 1 do artigo 6º do Decreto-Lei nº 345/99, de 27 de Agosto, que refere que a realização de exames de avaliação médico-desportiva é condição necessária para que qualquer praticante desportivo se possa inscrever. Alves Gomes disse também que já enviou uma exposição sobre o assunto ao secretário de Estado do Desporto, ao Ministério da Saúde e à Federação Portuguesa de Futebol, onde resume as alegadas irregularidades que o clube tem denunciado nos últimos tempos.O presidente do Benfica do Ribatejo criticou ainda a actuação de Rui Manhoso, referindo que o contactou para o colocar a par desta situação, mas que este terá dito que não tinha nada a ver com isso e que o problema era do Governo que acabou com os centros de medicina desportiva, onde anteriormente se realizavam estes exames.O MIRANTE falou com o presidente da Associação de Futebol de Santarém para conhecer a reacção do responsável máximo do organismo que tutela o futebol distrital sobre esta matéria, mas Rui Manhoso recusou comentar o assunto.Entretanto, o árbitro Carlos Faustino, que foi acusado de tentativa de corrupção por parte do presidente do Benfica do Ribatejo, levantou também a questão da ausência dos exames médico-desportivos, desta vez dos árbitros de futebol.Além de obrigatórios no acto de inscrição dos jogadores, os exames médico-desportivos dos agentes desportivos são fundamentais para a subscrição do seguro desportivo, que a lei define igualmente como obrigatório. Em caso de acidente, as federações desportivas que aceitem inscrições de agentes desportivos não abrangidos por esse seguro, ficam responsáveis nos mesmos termos em que ficaria a seguradora.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...