uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Trabalhadores dos Serviços Municipalizados de Santarém preocupados

Edição de 21.01.2004 | Sociedade
Os trabalhadores dos Serviços Municipalizados de Santarém presentes num plenário realizado na manhã de segunda-feira aprovaram uma moção onde rejeitam a adesão do município à Empresa Intermunicipal Águas do Ribatejo sem que antes haja um cabal esclarecimento sobre as consequências que essa medida pode ter para o seu futuro laboral.Essa posição, aprovada por unanimidade, é justificada com a “defesa intransigente dos direitos adquiridos ao longo de uma carreira na Administração Local e pela manutenção da prestação de um serviço público de qualidade”.No mesmo documento, denunciam “a tentativa de encobrimento do projecto que visou afastar trabalhadores e população do concelho da discussão do mesmo”. E exigem a marcação de uma reunião, com carácter de urgência, entre os órgãos representativos dos funcionários, o presidente da Câmara de Santarém e o conselho de administração dos Serviços Municipalizados.No texto da moção, chegado na terça-feira à nossa redacção, exige-se ainda o adiamento de qualquer decisão por parte do município relativamente ao projecto de criação da empresa “até que as preocupações dos trabalhadores sejam ouvidas por todos os envolvidos neste processo”.Contactado por O MIRANTE, o vice-presidente da Câmara de Santarém e presidente dos Serviços Municipalizados, Manuel Afonso (PS), disse que a questão “foi empolada” e rejeitou liminarmente que possam ser “beliscados” os direitos dos trabalhadores.Manuel Afonso revelou que tem falado, de forma informal, com os trabalhadores dos SMS sobre o assunto e que tem agendada uma reunião para a manhã de segunda-feira onde lhes irá garantir que não há motivo para preocupações. “Caso a empresa seja criada, os trabalhadores poderão optar por integrar os seus quadros ou continuar no quadro da autarquia, sendo esta reembolsada pela empresa pelos serviços prestados pelos seus funcionários”, disse.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...