uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Presidente quase por acaso

João Baião passou a liderar a Junta de Freguesia de Constância já com o mandato em curso
Edição de 07.04.2004 | O poder local aqui tão perto
João Baião tornou-se presidente da Junta de Freguesia de Constância por força das circunstâncias. Já com o actual mandato em curso, a presidente eleita em Dezembro de 2001 suspendeu o exercício do cargo e o então secretário da autarquia aceitou substituí-la. Mais tarde, a autarca decidiu mesmo abandonar as funções em definitivo e o presidente interino assumiu a liderança até final do mandato.Um cenário que não estava nas cogitações de João Baião quando integrou, como independente, a lista da CDU para a assembleia de freguesia, nas autárquicas de 2001. Mas o presidente da junta está a gostar do desafio, apesar de só se considerar “meio político”. E mostra-se já disponível para liderar a lista da CDU para a assembleia de freguesia nas próximas autárquicas, caso seja essa a vontade dos responsáveis da coligação. Até porque considera que as promessas estão a ser cumpridas.Nascido há quarenta anos em Constância, casado e pai de um menino com seis meses, o autarca conhece bem os pontos fortes e fracos da freguesia e a esmagadora maioria dos cerca de mil moradores da vila. Esses factores facilitam-lhe a vida, até porque considera importante que os autarcas conheçam bem o terreno que pisam.O facto de presidir a uma freguesia situada na sede de concelho tira-lhe algumas responsabilidades, que são assumidas pela câmara municipal. Designadamente ao nível da limpeza e manutenção do espaço público. A sua actividade resume-se ao atendimento público, à cobrança de taxas e à emissão de licenças. A excepção passa-se no lugar de Constância Sul, na outra margem do Tejo, onde a junta tem uma funcionária dedicada à limpeza e jardinagem.Mas apesar das reduzidas competências da autarquia, os cidadãos continuam a procurar a junta para reclamar obras, ou para expor problemas. Ou não fosse a freguesia o órgão autárquico mais próximo da população. O presidente faz atendimento ao público às segundas e quartas-feiras entre as 19h30 e as 21h00, e diz que é frequente as pessoas virem expor situações que são da competência da câmara.João Baião é técnico de informática na unidade de Abrantes do Centro Hospitalar do Médio Tejo e diz que consegue conciliar bem o mandato autárquico com as responsabilidades profissionais e a vida familiar.Nos tempos livres, gosta de reviver os tempos de infância e pescar nos rios Tejo e Zêzere. Aos fins de semana - e porque não liga a futebóis – procura dar uma volta pela freguesia para ver como decorrem as obras e para falar com as pessoas. “É importante saber o que as pessoas pensam”, diz.O autarca, “nascido e baptizado em Constância”, como gosta de afirmar, só deixou a terra natal há cerca de um ano para fixar residência na cidade vizinha de Abrantes. Mas o retorno está para breve. Isto porque, como o próprio diz, a freguesia e o concelho precisam de aumentar o número de habitantes. E não há nada como dar o exemplo…

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...