uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Câmara de Abrantes aprova medalhas de mérito

Em votação secreta e com o executivo camarário de Abrantes desfalcado de dois elementos – o presidente Nelson Carvalho (PS) e a vereadora Isabel Cavalheiro (CDU) - as cinco medalhas municipais de mérito propostas pelo PS acabaram por ser aprovadas, mas só duas mereceram a unanimidade dos votos. A votação realizou-se na reunião camarária de segunda-feira, dia 5.

Edição de 07.04.2004 | Política
A Escola Secundária Solano de Abreu (mérito educativo) e Tejo Energia (mérito económico e social) receberam cinco votos a favor. Nas restantes – mérito cívico para Reine Pain, mérito cívico e social para António Lucas Gomes Mor e mérito económico para Amândio Mendes da Silva – tiveram três votos favoráveis e dois contra ou nulos. Com a ausência dos elementos acima mencionados, a reunião contou com as presenças de três elementos do PS e dois do PSD.A atribuição do galardão de mérito educativo à Escola Solano de Abreu, que no ano transacto comemorou 50 anos de existência, é justificada “pelo continuado trabalho de formação e qualificação de sucessivas gerações de estudantes e pela sua participação na construção de uma cidadania activa”. Para a Tejo Energia a justificação para a medalha de mérito económica e social fundamenta-se na sua “importância” como unidade industrial e na “continuada atenção ao meio social próximo, numa linha de mecenato activo”.Reine Pain foi ao longo de 10 anos um dos rostos da geminação de Abrantes com a cidade francesa de Parthenay. Presentemente, abandonou o cargo de vice-presidente do Comité de Jumelage para a geminação de Abrantes e a câmara abrantina presta-lhe homenagem pública. Amândio Mendes da Silva a quem será entregue a medalha municipal de mérito económico, é “um exemplo de homem empreendedor, combativo e comprometido”. Tem sido a “alma forte” do Grupo Mendes, uma “referência no panorama empresarial e económico do concelho”.Por último, António Lucas Gomes Mor é distinguido com o galardão de mérito cívico e social pelo seu desempenho enquanto vereador, cargo que exerceu de 1977 a 1994, enquanto elemento da assembleia municipal e, mais recentemente, como dirigente do rancho folclórico da Casa do Povo do Pego e como presidente da direcção do Centro Social do Pego. A atribuição das medalhas de mérito municipal do concelho de Abrantes não foi um processo pacifico. Primeiro o PSD anuncia por três vezes – em conferência de imprensa partidária em sessões da assembleia municipal e da câmara – as personalidades que em seu entender deveriam ser galardoadas no 30.º aniversário do 25 de Abril. A opinião dos social-democratas abrantinos foi chumbada pela câmara.Desta feita a proposta do PS também não recolheu unanimidade, mas como os socialistas têm a maioria na câmara as personalidades e entidades propostas vão mesmo ser distinguidas com as medalhas de mérito.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...