uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Ladrões de fim de semana

Onda de assaltos no centro histórico de Santarém preocupa comerciantes

No último fim de semana foram assaltados quatro estabelecimentos comerciais em Santarém. A associação de comerciantes reclama o reforço do patrulhamento policial.

Edição de 07.04.2004 | Sociedade
Quatro lojas do centro histórico de Santarém foram assaltadas durante o fim de semana, o que já começa a ser habitual na cidade. Desta vez como alvo dos ladrões estiveram uma loja de equipamentos de telecomunicações, no largo Emílio Infante da Câmara, uma loja de venda e montagem de vidros, na rua José Paulo, e um gabinete de estética, na rua Luís de Camões. Alvo dos larápios foi ainda um pronto-a-vestir, de onde foram furtados cerca de mil euros, tendo sido apresentada queixa na PSP de Santarém. No caso do gabinete de estética O Celeiro, situado na rua Luís de Camões, os ladrões tiveram tempo para arrombar a porta de acesso ao edifício e a do estabelecimento, situado no primeiro andar, com recurso a um pé de cabra.Uma funcionária deparou-se com a porta arrombada e o interior virado do avesso na manhã de segunda-feira, acabando por verificar que tinham sido levados cerca de 500 euros em dinheiro e um telemóvel. Intactos ficaram os diversos aparelhos de valor elevado destinados a tratamentos, um rádio e alguns CD’s, bem como outro tipo de material.No prédio de dois andares, apenas o primeiro está ocupado pela loja, e nenhum dos vizinhos de prédios confinantes reportou qualquer barulho. A PSP tomou conta da ocorrência e esteve no local a procurar vestígios de impressões digitais. Situação insustentávelPara o presidente da ACES (Associação Comercial e Empresarial de Santarém), a onda de assaltos a estabelecimentos do centro histórico da cidade já não é uma preocupação recente, tendo sido com a PSP a primeira reunião da nova direcção da associação após a tomada de posse. Segundo o presidente da ACES, Paulo Moreira, há que tomar medidas de reforço do patrulhamento policial para dissuadir os meliantes. “Já reuni na segunda-feira com o superintendente Vaz Antunes para lhe transmitir a nossa preocupação em relação à falta de segurança no centro histórico numa cidade que é capital do Ribatejo”, recordou, adiantando ainda que o máximo responsável daquela força ficou de estudar a situação.De acordo com Paulo Moreira, a PSP tem reconhecido a sua dificuldade em mobilizar efectivos policiais. Por isso, defende em paralelo com o incremento das acções de patrulha, a revitalização do centro histórico, de que é exemplo a criação de um centro comercial ao ar livre. O subcomissário Vítor Catulo, da PSP de Santarém, reconhece que tem havido uma grande frequência de assaltos a lojas mas, com respeito ao fim de semana, disse apenas que ainda só lhe havia sido apresentada queixa por parte do pronto-a-vestir. Em relação à preocupação da ACES, o subcomissário esclarece que a PSP dispõe de uma viatura de patrulha e dois elementos à paisana na vigilância da cidade e que, futuramente, esse número não irá diminuir.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...