uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Competências ultrapassadas

Basquetebol do CD Torres Novas ficou sem três seccionistas

Três dos quatro elementos da Secção de Basquetebol do Clube Desportivo de Torres Novas (CDTN) apresentaram a demissão dos seus cargos no dia 6 de Abril, em rota de colisão com o presidente do clube, Manuel Piranga. Os responsáveis da secção alegam estar a ser ultrapassados nas suas competências pelo responsável máximo do clube, que terá embarcado em “conversas” com pessoas exteriores à secção.

Edição de 14.04.2004 | Desporto
Os seccionistas do basquetebol do CDTN Aires Marques, Vítor Ramos e Joaquim Dinis apresentaram a demissão dos seus cargos em 6 de Abril. Uma medida contra o que consideram ser o ultrapassar de competências pelo presidente do clube, Manuel Piranga, que alegadamente, estará a “esquecer” os elementos da secção de basquetebol e a trabalhar com pessoas exteriores à secção.De acordo com um dos seccionistas demissionários, Aires Marques, o presidente do clube tem uma grande responsabilidade no culminar da situação. “Assinou as actas que nos nomearam seccionistas e, posteriormente, anda a falar com pessoas, sem qualquer responsabilidades no clube”, acusa.Segundo Aires Marques são pessoas que estão ligados às equipas de iniciados masculinos e cadetes femininas, que se apuraram para as fases nacionais das respectivas categorias. Elementos que colaboram com as equipas e que estão a querer entrar na secção por esta via sabendo que se vive um bom momento desportivo e financeiro.Ainda segundo este elemento, a secção de basquetebol do CDTN já teve as suas contas auditadas e foram ainda alvo de uma fiscalização da Direcção de Finanças, pelo que nada haverá a apontar aos dirigentes demissionários. “Nunca tirei nada à secção e sempre demos o máximo, com as diversas organizações e com nove equipas jovens a funcionar em pleno, duas delas, os cadetes femininos e iniciados masculinos, apuradas para as fases nacionais das respectivas categorias”, explicou Aires Marques.O MIRANTE contactou o presidente do CDTN, Manuel Piranga, que indicou que na reunião de direcção a realizar na quarta-feira à noite, já depois do fecho desta edição de O MIRANTE, se iria aceitar o pedido de demissão dos três elementos, ainda que desconhecendo as motivações de tal pedido. “Não sei de quaisquer razões. Mas a minha proposta à direcção vai no sentido de que se aceitem as demissões. Há um grupo de sete elementos perfeitamente aptos a dirigir a secção, pessoas com capacidade para o fazer”, explicou. Ainda segundo o máximo dirigente do CDTN, não está em causa o trabalho dos elementos demissionários, quer em relação à saúde financeira da secção e actividades desenvolvidas ao longo da época desportiva, de cariz social e competitivo. Mas sim uma questão de feitios e questões pessoais entre os vários elementos.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...