uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Forcing final compensado

Cartaxo venceu Amiense (1-0) e aproximou-se dos lugares cimeiros

O Cartaxo bateu o Amiense por 1-0 e está na luta pelo segundo lugar do campeonato. Uma vitória merecida, perante um adversário que esteve com os ouvidos postos na partida de Monsanto, mas foi incapaz de levar os três pontos. O tento de Gabriel deu justiça à vitória dos anfitriões.

Edição de 21.04.2004 | Desporto
Um golo de Gabriel, já em período de descontos, deu ao Cartaxo um triunfo (1-0) sobre o Amiense, resultado que lança a equipa na conquista no segundo lugar da Primeira Divisão Distrital. O Amiense esteve uns furos abaixo das últimas exibições, mas teve tudo para levar a vitória. Além de 35 minutos com mais um jogador, Matias, herói frente ao U. Santarém, desta vez falhou uma grande penalidade. Duas boas equipas proporcionaram uma primeira parte muito pastosa e com jogo pouco fluído, apenas com remates de Hugo e Elves Brito a causarem maior perigo junto da baliza de Gama.O jogo melhorou nos instantes finais do primeiro tempo e Hugo rematou à figura de Gama, após uma rápida jogada de contra-ataque. A resposta do Amiense foi imediata e, no minuto 35, Matias esteve perto de inaugurar o marcador.João Branco e Leandro combinaram bem num lance de contra-ataque, com este último a assistir Matias. O avançado correu com a bola até à entrada da área e, pressionado por um defesa, rematou bem perto do poste esquerdo da baliza de Peter. O intervalo chegou com o nulo e o Amiense sabia que, em Monsanto, a equipa local perdia estrondosamente por 0-3 com o Ouriquense.Mas nem por isso a equipa de Rui Gaivoto foi dominadora durante a etapa complementar. Pelo contrário, foi o Cartaxo a cair em cima dos visitantes. Logo aos 45 minutos, Telmo Oliveira marcou um livre directo em que Gama se teve de aplicar a fundo para enviar a bola para canto.Mas com 11 minutos da segunda parte o Cartaxo sofreu um sério revés. O árbitro assinalou grande penalidade após alegado puxão na área sobre Leandro, com Alcobia a exceder-se nos protestos e a ver o segundo cartão amarelo e consequente expulsão.Apesar das contrariedades, Peter acabou por compensar o lance, lançando-se bem ao denunciado pénalti marcado por Matias, agarrando o esférico à segunda tentativa.Mesmo com menos um elemento, o Cartaxo mostrou ser superior na circulação da bola, ainda que também contasse com o vento a favor, na etapa complementar.Volvidos dois minutos, Telmo Oliveira falhou a emenda para o fundo da baliza do Amiense, após tabela protagonizada por Elves e Hugo. Na área contrária, Lista ainda teve oportunidade de inaugurar o marcador, mas Peter respondeu com boa defesa ao remate efectuado junto à quina da sua pequena área. Rui Gaivoto tentou contrariar a tendência da partida, colocando em campo Mário Nelson, Tiago e Nuno Santos para os lugares de Bexiga, Hélder Casal e Matias, mas a produção atacante da equipa não se alterou.Do lado do Cartaxo, Leonel Madruga também substituiu parte da linha avançada, lançado Gabriel, Mauro e Montez por Telmo Oliveira, Diogo Diogo e Hugo, e ganhou a aposta.A cinco minutos do final o Amiense também ficou reduzido a dez elementos, por expulsão de Mário, que viu dois cartões amarelos no espaço de um par de minutos. Um caminho que Elves Brito também devia ter seguido logo depois, por agredir Plim longe do local onde a bola estava a ser jogada. A partida decidiu-se no primeiro de quatro minutos de descontos dados pelo árbitro. Nuno Casimiro protagonizou uma boa jogada no corredor esquerdo do ataque do Cartaxo, cruzando rasteiro para a área onde, ao segundo poste, Gabriel rematou para o 1-0. Gama ainda se esticou e tocou na bola mas não o suficiente para evitar o tento.Os três minutos restantes passaram-se sem que o Amiense conseguisse responder ao golo inesperado e o resultado permaneceu até ao apito final.Uma vitória merecida para os anfitriões, que demonstraram melhor futebol que o Amiense. Nuno Casimiro e Gabriel merecem nota de destaque no Cartaxo, enquanto Renato foi o mais expedito entre os visitantes. A equipa de arbitragem realizou uma actuação com altos e baixos. Dá gosto ver jogar esta equipaO técnico do Cartaxo, Leonel Madruga, disse aos seus jogadores para acreditarem na vitória, quando o árbitro auxiliar mostrou a placa dos quatro minutos de desconto. E os jogadores corresponderam.Por isso mostrava-se bastante satisfeito com o rendimento da equipa. “Dá gosto ganhar assim mas há ainda maior gozo ao ver a grande entrega destes jogadores, o sacrifício e a muita qualidade que puseram em campo. Jogámos com dez elementos perante uma equipa que tem vindo de uma óptima série de resultados, mas qualquer formação teria hoje muita dificuldade em ganhar aqui”, analisou o técnico.Que ainda assim não gostou da actuação do árbitro, nomeadamente no assinalar da grande penalidade a favor do Amiense, que Leonel Madruga, apesar da distância do lance, considerou que lhe causou muitas dúvidas. Mas, numa partida que não teve muitas oportunidades de golo, o técnico do Cartaxo, considerou justa a vitória da sua equipa.O objectivo do Cartaxo até final do campeonato continua a ser somar por vitórias os jogos que faltam e chegar perto dos primeiros classificados. “Estamos há muitas jornadas sem perder e penso que se está a criar aqui uma base forte para podermos aspirar a outras classificações”, apontou.Do lado do Amiense, apesar de várias tentativas, ninguém se disponibilizou para falar à nossa reportagem.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...